Sintomas de trombose venosa profunda

Trombose venosa profunda é uma enfermidade dramático que pode resultar problemas a limitado ou prolongado tempo. Alguns sinais incluem inchaço, dor, calor, vermelhão e justeza da musculosidade na região em que se formou o trombo.

 

Trombose venosa profunda é uma enfermidade potencialmente dramático causada pela formação de coágulos (trombos) no interior das veias profundas. Na maioria das vezes, o trombo se maneira na panturrilha, ou batata da perna, porém pode similarmente instalar-se nas coxas e, as vezes, nos patas superiores.

 

O desprendimento do coágulo pode provocar problemas a limitado ou prolongado tempo. A limitado tempo, ele pode deslocar-se até o pulmão e obstruir uma artéria. Este circunstância é chamado de embolia pulmonar e, de acordo com o massa do coágulo e a área da setor comprometida, pode ser mortal.

A prolongado tempo, o perigo é a carência venosa crônica ou síndrome pós-flebítica, que acontece em virtude da exterminação das válvulas situadas no interior das veias encarregadas de provocar o sangue venal de volta para o coração.

 

PLEITO

 

A essencial pleito da trombose venosa profunda é a imobilidade prolongada, comum não apenas nas viagens aéreas e terrestres que obrigam a indivíduo a ficar sentada por horas na mesma opinião ( dessa forma, a enfermidade ficou conhecida impropriamente como síndrome da graduação econômica), porém similarmente nos casos de pousada no tabuleiro em alívio por doenças e depois de cirurgias. Lesões nos vasos e diferença nos elementos de coalhadura do sangue similarmente são responsáveis pela formação de trombos.

 

SINAIS

 

A trombose venosa profunda pode ser impreterivelmente assintomática. No momento em que aparecem, são capazes de intervir:
Embolia pulmonar
Inchaço ;
Dor ;
Calor ;
Rubor ( vermelhão )
Justeza da musculosidade na região em que se formou o trombo.

Síndrome pós-flebítica
Inchaço ( inchaço );
Coloração mais escura da pele ;
Endurecimento do fazenda hipodérmico ;
Eczemas;
Úlceras.

RECONHECIMENTO

 

O reconhecimento cirurgião é prescrito com base nos sinais e nos elementos de perigo e sancionado por exames de laboratório e de imagem, como a eco magnética, a flebografia e o ecodoppler palheta.
Quanto mais precocemente for realizado e mais cedo introduzido o tratamento, maior a eventualidade de transmudar o quadro e evitar problemas e sequelas.

 

ELEMENTOS DE PERIGO

 

Predisposição genética;
Idade acima de 40 anos;
Obesidade ;
Gestação e pós-parto;
Câncer ;
Utilização de anticoncepcionais;
Hormonoterapia;
Dificuldade para andar ;
Traumas;
Veias varicosas;
Fumo ;
Cirurgias de longa duração ;
Carência cardíaca e / ou respiratória;
Viagens aéreas ou terrestres que obriguem o passageiro a ficar assentado por várias horas;
Desidratação.

 

PREVENÇÃO

 

Preservar o peso dentro dos lindas saudáveis, não fumar, diminuir o uso de bebidas alcoólicas e fazer treinos físicos são atitudes essenciais para proteger-se a formação de trombos.
Indivíduos com predisposição a reproduzir trombos precisam movimentar-se tão logo seja possível nas viagens que pressupõem longos períodos de imobilização, depois de cirurgias e no momento em que tiverem urgência de ficar em alívio por bastante tempo. Utilizar meias elásticas e evitar o uso de bebidas alcoólicas e de remédios para dormir são atitudes que similarmente auxiliam a proteger-se a formação de coágulos.

 

TRATAMENTO

 

O propósito do tratamento da trombose venosa profunda é evitar a formação de coágulos ou, se eles já se instalaram, produzir sua reabsorção pelo corpo. Para tanto, pode-se montar com os remédios anticoagulantes (heparina e warfarina), e os fibrinolíticos que auxiliam a desmembrar os trombos.

Saiba Mais: Trombose ocorre quando há formação de um coágulo sanguíneo

RECOMENDAÇÕES

 

Esteja ligado às modificações que a trombose venosa profunda pode provocar, especificamente se possui predisposição para a enfermidade ou esteve publicado a elementos de perigo que favorecem a formação de trombos;

Não se automedique. Procure de imediato assistência médica se achar que desenvolveu um trombo;

Evite o uso de bebidas alcoólicas e de medicamentos para dormir no momento em que for bem-agradecido a ficar assentado por bastante tempo ;

Use moda e calçados folgados e confortáveis;

Aproveite todos os pretextos para modificar de opinião ou movimentar-se ao longo as viagens;

Faça treinos de volta, flexão e área com as pernas e os membro enquanto estiver viajando;

Comece a andar tão logo as condições físicas permitam depois de uma intervenção, dos períodos de imobilidade prolongada em virtude de complicações de saúde ou de várias horas de viagem ;

Use meias elásticas;

Beba bastante líquido para evitar a desidratação.

 

FONTE: https://www.r7.com