Qual é a diferença entre prótese fixa e móvel

A redução de um ou mais dentes, além de antipático, pode dificultar a mastigação, a fonética e a plástica do paciente. A apartamento dos dentes similarmente pode fomentar na movimentação dos dentes remanescentes e na reabsorção óssea, entre outros complicações.

Saiba Mais: Você sabe a diferença entre a prótese fixa e o implante dentário

Para estes casos, é essencial a amparo de próteses dentárias, uma saída muito comum. No entanto, as indivíduos também evidencia várias dúvidas, em sui generis, na momento de adotar sobre os tipos de próteses e sobre quais as benefícios e desvantagens que cada uma proporciona.

Se esse é o seu caso, separamos um post sui generis para comunicar quais os tipos, vantagens e inconvenientes ocasionados por cada prótese e o nível de conforto e segurança que cada uma oferece.

Tipos de próteses

São 2 os tipos de prótese dentária: a prótese transferível e a prótese fixa. No caso da transferível, o paciente conta com a proveito de remover a prótese para a saneamento e para dormir, por exemplo. Já no caso da prótese fixa, uma estrutura é parafusada ou encaixada em implantes e dentes naturais. Estes 2 tipos de prótese são capazes de ser parciais ou totais, ou seja, são capazes de ocultar todos ou somente os dentes faltantes.

Prótese completo transferível

A prótese completo, mais conhecida como “dentadura” é aquela usada para os casos em que o paciente perdeu todos ou a maior parte de seus dentes. Nestes casos, é confeccionada uma estrutura levadiço em que os dentes são substituídos por dentes de acrílico, de acordo com o formato, a coloração e o massa dos dentes naturais do paciente.

Para que a prótese completo seja a estrutura excelente, é necessário que o profissional conte com agilidade na momento de fabricar, tenha técnica e conheça as condições dos rebordos remanescentes.

Em assunto de vantagens, este tipo de prótese costuma ser de possível instalação, no entanto vários se sentem inseguros com a eventualidade de cair ou mesmo despossar a prótese. No exigência saneamento, este tipo de prótese similarmente pleito afazeres especiais.

Prótese parcial transferível

No momento em que o paciente conta com um bom algarismo de dentes remanescentes, recomenda-se a amparo de uma prótese parcial transferível. Neste tipo de prótese não é preciso a procedência ou o erosão dos dentes remanescentes, além de montar com uma possível preservação. Sua instalação é feita a base de conectores, grampos e selas que garantem a segurança fazendo com que a prótese não caia com a movimentação natural da boca.

De acordo com uma medida dos dentes remanescentes, a prótese terá um certo estamparia. Em maior parte, este tipo de prótese é confeccionado com ligas de cobalto e imagem.

Prótese fixa

Popularmente conhecida como “ coroa ” ou “ conexão ”, este tipo de prótese pode ser unitária no momento em que um dente, por exemplo, é arruinado pelo agravo de uma consumição. Nos casos, no qual a coroa do dente é inutilizada, o dentista precisa corporificar o tratamento de canal para em seguida cimentar a prótese unitária. Nos casos no qual o dente já passou por muitas restaurações, não é preciso o tratamento de canal, somente o erosão do dente para que seja feita uma coroa nova com um material cerâmico.

Prótese flexível

Este tipo de prótese surgiu como uma alternativa às tradicionais próteses removíveis. Com uma resina flexível, não há mais a urgência de grampos e estruturas necessárias às próteses tradicionais. Em maior parte, este tipo de prótese é recomendada para pacientes idosos, para fazerem o papel de uma prótese provisória em casos de recuperação.

No entanto uma análise criteriosa do clínico dentista precisa ser feita antes de se definir qual prótese precisa ser adotada.

Instituição retentor da prótese fixa

Os implantes dentários são aqueles instalados de modo direto sobre o embaraço maxilar para por isso ganhar a prótese. Eles funcionam como um substituto das raízes naturais dos dentes, fazendo o papel de retentores da prótese. Implantes são indicados para os casos em que não é possível a uso da prótese transferível ou que ela se torna bastante incomoda para o paciente.

Os implantes dentários são capazes de ser feitos de cerâmica ou acrílico, o que fiscaliza aos dentes artificiais um fachada bastante similar com os dentes naturais. A dano desse tipo de prótese é a saneamento. Ainda que seja elas se pareçam muito com os dentes naturais, o processamento de higienização não é tão simples quanto o da prótese transferível. Dessa forma, nesses casos, o paciente precisa surgir constantemente o seu dentista para realizar a higienização.

Possui mais dúvidas sobre os tipos de prótese? Por isso deixe seus comentários embaixo para que possamos entrar em contato. A Dentalprev oferece tratamentos acessíveis para todos os tipos de orçamento ajudando para um satisfação mais belo e sem dificultar seu bolso.

 

FONTE: https://www.r7.com