Qual a melhor prótese dentária

Despossar um ou mais dentes é constantemente uma coisa difícil. Não somente esteticamente, porém, similarmente, visto que este dificuldade pode controlar na maneira como falamos, mastigamos e até respiramos. Como cada caso é distinto, hoje a odontologia tem diversos tipos de prótese dentária, para reparar a todas as confrontos.

Acesse Aqui: Prótese Dentária de Cerâmica ou Prótese Dentária de Acrílico

As informações e especificações de cada tipo variam muito de uma técnica para outra, e, dessa forma, saber as opções antes de se reduzir-se a um tratamento desse peso é a melhor forma de avir-se com o profissional e obter a saída excelente para o seu satisfação.

O que é a prótese dentária e no momento em que ela é indicada?

 

A prótese dentária visa trocar um ou mais dentes faltantes na boca do paciente. Dessa maneira, além de devolver o satisfação, a entono e aumentar a plástica, ela similarmente contribui para a saúde, já que auxilia a devolver as utilidades bucais, melhorando a mastigação, a fonética e até mesmo a respiração.

A recomendação é para todos os pacientes que estejam sofrendo com a falta de um ou mais dentes, sendo que a técnica mais adequada dependerá de uma avaliação completa de cada caso.

Tipos de prótese dentária: quais as mais comuns?

De acordo com falamos no início do artigo, a odontologia possui progressista bastante e nos dias de hoje é possível obter uma grande variedade de tipos de prótese, que variam em termos de material e similarmente de técnica aplicada. Tudo isto protege mais conforto aos pacientes, além de maior estabilidade e similarmente qualidade de vida.

Prótese completo

A prótese completo (PT), ou dentadura, é a saída mais comum e conhecida entre os brasileiros. Geralmente, ela é criada em resina acrílica e é primordial que o dentista e o protético sejam muito detalhistas, apresentando mais existência ao satisfação do paciente e respeitando as suas feições naturais.

Ela pode devolver as utilidades orais de mastigação e fala, além de aumentar significativamente a plástica de quem perdeu todos os dentes.

No entanto, com o mudar dos anos, acabamos perdendo estabilidade óssea na região da maxilar. Isto faz com que exista uma setor de acúmulo da prótese inferior, dificultando o seu utilização e comprometendo a plástica.

Prótese parcial transferível

 

Similarmente tragada de “Roach”, este é um modelo muito utilizado. A prótese é indicada para os pacientes que também contem alguns dentes na boca e funciona a partir de uma estrutura metálica com grampos que ficam retidos nos dentes remanescentes.

A composto metálica, frequentemente, é de uma coalizão de crômio-níquel ou crômio-cobalto. A essencial proveito é a estabilidade que ela oferece ao longo a mastigação, além de ajudar e preservar os dentes originais e remanescentes do paciente.

Porém, devido a sua estrutura metálica, este tipo de prótese não tem um grande súplica estético, uma vez que, várias vezes, os grampos e até a parte de metal são capazes de ficar expostos. Além disso, a PPR necessita de um maior tempo de transposição do paciente, especificamente naqueles que de modo algum usaram uma prótese.

Outra eventualidade é a PPRflex criada com poliamida. Como este é um material introduzido, ele permissão a urgência de grampos e metais.

Dessa maneira, ela oferece mais conforto e resistência, além de ser esteticamente educado. O material, por ser mais flexível e rápido, também se adapta mais fácil à gengiva.

No entanto, a PPRflex também possui um ponto vão: com o tempo a prótese pode pigmentar, não sendo, então, recomendada para os pacientes com uma higiene bucal inadequada ou com complicações gengivais.

Prótese sobre instituição

Essa é uma prótese completo que pode ser colocada tanto na maxila ( parte superior ) como na maxilar ( parte inferior da boca ).

Como o próprio nome recomenda, ela encontra-se “ preia ” aos implantes e é uma excelente saída para os pacientes que apresentam reabsorção óssea.

FONTE: https://www.r7.com