Prótese dentaria removível com encaixe

A prótese transferível ( conexão levadiço ) para trocar dentes é, juntamente com dentaduras, a mais antiga maneira para recolher dentes perdidos. Confeccionada há 70 anos também à mesma maneira, continua sendo primordial na vida de muita gente para restabelecer a plástica do satisfação e aprovar a mastigação de alimentos mais resistentes e fibrosos – uma missão que, para vários, é muito complicada e penosa. Porém os desafios atuais na fabricação destes dispositivos vai além das limitações técnicas do tratamento.

Nos dias de hoje, uma das maiores dificuldades na momento de substituir ou trocar a conexão levadiço é obter laboratórios de prótese dentária experientes e dedicados a dispositivos protéticos móveis. E os causas são simples: além de pouco rentável para dentistas e laboratórios, a prótese transferível é o técnica dentário mais agregado a reclamações e devoluções de dinheiro. Um dificuldade que já levou vários dentistas e laboratórios a desistir a técnica com dentadura e prótese parcial transferível. Porém, e agora?

Prótese transferível com estrutura acrílica para saída de complicações estéticos com grampos metálicos.

Tipo de prótese transferível é divisa entre fragor e sucesso do tratamento.

O sucesso do tratamento com prótese transferível depende do tipo de aparelho protético e do local aonde o mesmo está hospedado. Algumas pesquisas científicas até registram o dificuldade: a cada 3 pontes móveis instaladas na arcada inferior, 2 são descartadas depois de 3 anos de utilização – os resultados da conexão transferível instalada na arcada superior, de possível transposição, são mais animadores. Porém o que parece mesmo alcançar para resultados aceitáveis é o tipo de prótese parcial transferível hospedado.

 

prótese transferível apoiada sobre dentes

Aproveitando a durabilidade de dentes localizados em regiões posteriores das arcadas (molares), a conexão levadiço, nesta técnica, não necessita estar apoiada sobre as gengivas para proporcionar guarida e estabilidade ao longo a mastigação – basta um irrelevante toque, restabelecendo a plástica no local. Nestes dispositivos protéticos a transposição é possível e os danos aos dentes de guarida trazem riscas mínimos para fraturas ou modificações na opinião dentária.

Saiba Mais: Acesse Aqui: Firmeza ao sorrir: conheça a prótese clipada

prótese transferível apoiada sobre dentes e gengivas
Indicada para áreas com arcadas com muitas perdas dentárias em momentoso desocupado, complica um pouco na momento da transposição à prótese – especialmente na arcada inferior. É o que ocorre, por exemplo, nos pacientes que apresentam somente os dentes anteriores preservados, seja na arcada superior ou inferior. É a situação com maior algarismo de pessoas insatisfeitos com os resultados mastigatórios, datado o trauma à gengiva e mucosa, e estéticos, já que as próteses desse tipo costumam entregar grampos volumosos envolvendo dentes em regiões estéticas anteriores.

 

Prótese transferível com encaixes de definição

O utilização de encaixes instalados internamente à prótese dentária fixa em porcelana ( coroa ou jabona em porcelana) é antecessor e possui como propósito eliminar grampos metálicos envolvendo dentes anteriores, e que aparecem ao anunciar ou exprimir. Acúmulo e estabilidade similarmente são outras benefícios da técnica com prótese parcial transferível com encaixes. A dano há e precisa ser levada em consideração: a cada troca de trabalho, as coroas em porcelana similarmente precisam ser refeitas, elevando também mais o valor final do tratamento.

 

Prótese transferível flexível

Que análogo trocar os grampos metálicos que aparecem ao anunciar por versões construídas na coloração dos dentes ou gengivas? Trata-se da prótese transferível parcial, uma técnica com valor mais viaduto e completamente construída em acrílico flexível. As explicações estéticas, constantemente surpreendentes, contrastam com a efetividade mastigatório dos aparelho levadiço. Com informações restritas, são capazes de ser uma escolha rendoso para casos bastante específicos.

 

Prótese transferível com estrutura e grampos transparentes

 

A substituição do metal por acrílico ultra-resistente veraz é uma saída aparentemente simples para o dificuldade estético do grampo metálico. Porém, a baixa durabilidade da técnica tirou deste tipo de aparelho somente um artigo fenomenal, pouco ligado. No Brasil, nem ao menos esteve disponível para consumo.

A técnica com prótese levadiço apoiada sobre implantes dentários já possui aproximadamente 30 anos. 100% estável ao longo a fala e mastigação, pode ser removida pelo próprio paciente na momento da saneamento. Porém, a técnica foi abandonada por próteses dentárias fixas em porcelana sobre implantes, superiores em plástica, durabilidade e mastigação comparada à técnica levadiço.

A prótese flexível pode ser a saída para complicações estéticos por grampos metálicos.

Grampos metálicos, como evitar que apareçam na momento de exprimir.

Rede Sociais: https://www.facebook.com/G2-Portal-de-Noticias-103955877864969/

Grampos metálicos que aparecem ao anunciar ou exprimir são capazes de resultar pesadelos à maior parte dos portadores de prótese transferível. E, em tempos em que a plástica do satisfação é cada vez mais fundamental, o dificuldade é também maior. Como, por isso, eliminar os grampos metálicos que contornam os dentes? Nada possível. E o razão não são equívocos de fabricação do protético ou má desejo do dentista. É que, ao eliminá-los, o resultado pode ser a redução completa de acúmulo da conexão transferível. Um problemão.

Complicado mesmo é envolver ao paciente de que nem sempre é de fato possível eliminar, por completo, os grampos que aparecem em dentes anteriores – partes metálicas contornando caninos são as reclamações mais comuns. Ou, também pior, esclarecer que nem sempre é possível contrafazer o design da prótese antepositivo, já que as mudanças ósseas constantes durante do tempo e redução da tonicidade muscular dificultam a fabricação de estruturas com grampos mínimos. Uma situação que, várias vezes, gera embate profissional entre pacientes e dentistas.

 

Com o mudar dos anos, muitas transformações fisiológicas acometem as estruturas anatômicas faciais. O embaraço sobejo no local no qual antes existiam dentes, por exemplo, vai reabsorvendo e ficando cada vez mais raso e bitolado. Do outro lado, músculos e tecidos responsáveis pelo guarida dos lábios vão perdendo o tono. Lábios sem volume e murchos, por exemplo, são reclamações constantes que exigem modificações nas próteses removíveis para que a recuperação da plástica facial seja restabelecida. Porém será isto possível?

O utilização de bordas acrílicas substituindo o embaraço reabsorvido por perdas dentárias não é uma unanimidade entre portadores de prótese transferível. Enquanto para uns é necessário reformar a plástica possível, para mais trata-se de mais um bloqueio para a espaço desocupado dos lábios. A orientação, para pessoas preocupados com a preservação do volumetria facial é reforçar a encorpadura das bordas acrílicas das próteses. Porém atenção para não exceder: aumentos além da conta são capazes de reverter em dores musculares, lábios que não selam e fonação inadequada.

FONTE: https://www.r7.com