Endodontia: saiba o que essa especialidade faz pela sua boca

Para entender a especialidade, vamos pela etimologia da palavra. “Endo” significa “dentro ou interno”, “odóntos” quer dizer “dente”, e “ia” significa ação. Ou seja, a endodontia é uma especialidade destinada ao diagnóstico, tratamento e cautela das doenças que atingem a parte interna do dente: a polpa, a raiz e as cadeias periapicais, que envolvem a raiz.

É uma das áreas da odontologia fundamentais para a pujança da boca, principalmente para a ocorrência dos tratamentos de reabilitação oral. Muita gente confunde a endodontia como apenas o tratamento de canal, mas a especialidade vai eminentemente além desse procedimento.

Quem é o profissional especialista em endodontia

O dentistas em bh, que se especializa nessa área é avocado de endodontista. Além de abiscoitar conhecimento sobre a formação e o tratamento dos cáries dentárias profundas, essa profissional atua na correção de tríadas, fraturas e outros traumas que venham a comprometer a estrutura interior do dente. De uma maneira geral, a intercessão do endodontista é necessária para prevenir a incidência de infecções graves e para evitar a necrose completa, levando à perda dentária. Nesse sentimento, é preciso detectar as situações nas quais o tratamento endodôntico é recomendado.

O profissional endodontista busca construir com que o paciente se sinta mais aconchegado, e deve conversar assaz para que comece uma relação de confiança e salvaguarda entre ele e o paciente. É preciso que o paciente se sinta seguro para promover os procedimentos e confie na expertise da profissional, pois muitas vezes o paciente prefere extrair e dissipar o dente – comportamento que costumava ser assaz comum, por falta de conhecimento, profissionais especialistas e ausência da tecnologia necessária para efetivar procedimentos.

Em quais casos o tratamento e indicado

A endodontia é a especialidade da odontologia que faz o diagnóstico, a terapêutica e a profilaxia das doenças que atingem a parte interna do dente (polpa), da raiz e das encadeações em volta dele (tecido periapical). Por exemplo, quando a criança ou adulto sofre uma bengalada, o endodontista deve acompanhar a paciente através de exames de radiografia, exame clínico e anamnese. Outra situação ocorre quando o conserto do dente caí e a personalidade com medo da dentista vai deixando a consulta para depois, até que o dente começa o processo agudo de dor.

As causas mais comuns dos problemas que afetam a estrutura interna dos dentes são as cáries profundas ou as fraturas. Nesses casos, as bactérias encontram um caminho livre para contaminarem a polpa e o liame, causando uma infecção que, caso não seja patifaria, pode piorar. O tratamento endodôntico é indicado para doentes nos quais o cárie chega até o carne do dente, que acaba comprometendo a raiz. Sendo assim, a necessidade de albergar o canal deve ser avaliada nos seguintes casos:

  1. cáries profundas;
  2. dentes quebrados ou trincados;
  3. sensibilidade intensa, especialmente a alimentos frios e quentes;
  4. traumas com indicação de tratamento protético.

Qual a importância para a saúde bocal

A maioria das pessoas que acontece ao consultório odontológico endouda em ter um riso perfeito, com dentes brilhantes e alinhados. no entanto, a beleza dos dentes começa com o saúde da sua estrutura confina. É preciso que os cáries profundas e as fraturas sejam eliminadas para o agravamento do saúde bucal. Entre outras complicações, a endodontia pode evitar a incidência de quadros sistêmicos de infeção, que surgem quando as bactérias presentes na cavidade bucal chegam à corrente sanguínea. O endodontista também cuida da estética e autoestima, pois efeitua clareamento interno de dentes que escureceram.

A cárie é uma doença multifatorial, quando as bactérias presentes na saliva encontraram a gordura dos alimentos e se aderem ao dente causando o amolecimento da configuração do dente, então deveria entrar em cena a escovação dentária após a alimentação e, principalmente antes de adormir, aliado ao uso do fio dental. Geralmente a cárie inicia entre um dente e outro e a pessoa não digere. Quando está no interior do dente, o cárie deixa ele oco como um ovo, então por fora a casca dura e por dentro tudo mole. Só em que ocasião o dente inicia a demanda de dor com desalentado e quente, ou à dormir, que o paciente espreita o dentista.

FONTE: https://g1.globo.com/

FONTE: https://www.r7.com/

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/