Abdominoplastia 20 dias depois

A recuperação completo da abdominoplastia acontece em quase 60 dias em seguida a intervenção, se não houver problemas. Ao longo esse tempo é comum ter dor e pesar, que pode ser amenizada com o utilização de analgésicos e da cinta modeladora, além de ter afazeres com a postura para andança e para dormir.

Frequentemente, os resultados são visíveis logo após a intervenção, ficando a abdômen lisa, planalto e sem gordura, ainda que possa ficar inchada e com hematomas ao longo cerca de 3 semanas, especialmente, no momento em que se faz similarmente uma lipoaspiração no abdômen ou nas costas, ao mesmo tempo.

Afazeres nos primeiros dias

As primeiras 48 horas após a intervenção são aquelas que o paciente possui mais dor e, dessa forma precisa ficar na cama, deitado de abdômen para cima e o analgésico recomendado pelo médico, além de de modo algum levar a cinta e realizar movimentos com os membro e pernas para evitar a trombose.

 

Afazeres na 1ª semana

Ao longo os 8 dias seguintes à intervenção ao abdômen o perigo de ter problemas, como reabertura da gilvaz ou infeção desta é mais grande e, dessa forma deve-se seguir todas as informações do médico para que a recuperação corra bem.
Dessa maneira, na primeira semana, deve-se:

 

Saiba Mais: Confira os mitos e verdades da cirurgia de abdominoplastia com a cirurgiã plástica

Dormir de abdômen para cima ;

Não levar a cinta, apenas para tomar um banho ;

Apenas levar as meias elásticas para ingerir banho ;

Ingerir os medicamentos recomendados pelo médico ;

Mexer os membro e pernas a cada 2 horas ou constantemente que se advertir ;

Andança com o torso ligeiramente propenso para frente para evitar a reabertura dos pontos;

Realizar a drenagem linfática manual em dias alternados, por ao menos 20 vezes ;

Ser enriquecido por um fisioterapeuta dermato ligado para recomendação de problemas ou urgência de retoques que possam aumentar a visual final.

Além disso, não se precisa mexer na gilvaz e se o tratamento parecer encarvoado deve-se voltar à clínica para trocá-lo.

No momento em que voltar a virar

As atividades da vida diária são capazes de aos poucos serem retomadas, no entanto precisa ser realizado pouco a pouco, constantemente respirando o divisa da dor, sendo sugerido evitar tender bastante o abdômen e não realizar esforços.

Dessa forma, apenas se precisa virar depois de 20 dias e no momento em que se sentir segura.

Deve-se evitar longas distâncias e se possível atrasar a volta à direção para depois de 30 dias da intervenção.

No momento em que voltar ao trabalho

A indivíduo pode voltar ao trabalho, se não tiver que ficar bastante tempo de pé e se não tiver que realizar treinos vigorosos, em cerca de 10 dias a 15 dias após a intervenção.

No momento em que voltar para academia

O retorno à execução de treinos físicos precisa ocorrer cerca de 2 meses em seguida, com treinos bastante leves e constantemente acompanhados do pedagogo físico. Os treinos abdominais apenas precisam, preferencialmente, ser realizados depois de 60 dias e se não tiverem havido problemas como boca dos pontos ou infecção.

A princípio são indicados treinos aeróbicos como andança de magrela, por exemplo.

Vestígios de atento

É fundamental voltar ao médico se observar:
Tratamento bastante encarvoado de sangue ou mais líquidos;
Boca da gilvaz ;

Febre ;

Local da gilvaz ficar bastante inchado e com líquido;
Dor exagerada.

O médico pode observar os pontos e os resultados nas consultas de pós-operatório. Benefício vezes, o corpo reage formando um fazenda endurecido ao prolongado da gilvaz e neste caso pode-se realizar um tratamento estético recomendado por um fisioterapeuta profissional.

FONTE: https://www.r7.com